Halima Namakula

From WikiBr
Jump to navigation Jump to search
Halima Namakula
AY Tanzania sobe rapidamente no palco enquanto Halima Namakula performa no Network Showbiz Studos.
Informação geral
Nome completo Halima Namakula
Também conhecido(a) como a mãe de todos os artistas em Uganda
Nascimento 01 de janeiro de 1960 (62 anos)
Origem Kampala
País Uganda
Nacionalidade ugandense
Gênero(s) Afrobeat, reggae, worldbeat
Ocupação(ões) Cantora, atriz, empreendedora, filantropa
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s) No-End Entertainment
Página oficial HalimaWo.org

Halima Namakula (nasceu em 1 de Janeiro de 1960) é uma musicista, atriz, empreendedora e filantropa ugandense[1] a quem também foi em 2009 nomeada para representar a Uganda no concurso de beleza, Mrs. World.[2] Halima também é mãe da cantora Rema Namakula.

Carreira

Halima Namakula começou a carreira como uma atriz de teatro quando ela foi jovem e na escola com o grupo chamado "The Black Pearls". Casou com o parceiro de atuação, sendo pai de uma criança dela, morreu em 1994.[3] Na década de 1990 depois da morte do marido dela, Namakula voltou de volta ao país de origem e continuou com a atuação dela, numa telenovela, “That’s Life Mwattu”, como Michelle.[4] Apesar de seu nome artístico é Halima Namakula, ela as vezes é chamada de "a mãe de todos os artistas".

Esforços humanitários

Halima Namakula é membro fundador da Women At Work International, uma organização não-governamental que ajuda a tomar profissionais do sexo fora das ruas[5] através da criação de oportunidades de emprego para elas.[6]

Discografia

Desde 1999 Halima Namakula tem lançado cinco álbuns de estúdio:[7] e eles foram todos feitos sobre a própria gravadora dela, a No-End Entertainment.

Álbuns

  • 1999: Ekimbeewo
  • 2000: Tonkutula
  • 2001: Kyama Kyange
  • 2004: Cheza aka Sambagala
  • 2008: Ntuse Jendaga

Singles

Videoclipes:[8]

  • Ekimbeewo
  • Tonkutula
  • Omusajja Waa Taxi
  • Tuzina
  • Cheza
  • Sambagala
  • Africa Yetu
  • Watoto Wa Mungu
  • Kibaduguda

Em 2008 Namakula celebrou o anniversario de dez anos de carreira na indústria da música ugandense logo depois dela ter o que a mídia chamou de "um fiasco de show" no Kati Kati com K-Ci & JoJo.[9] Em abril de 2012, Namakula lançou a canção chamada "Digida" que significa "dança", mas desta vez ela ficou longe das rimas para crianças que ela é conhecida.[10]

Controvérsias

Em 2003 a estação de rádio de Halima Namakula Beat FM, foi derrubado pelo Conselho de radiodifusão por operar sem licença.[11] EM 2007 Halima Namakula foi processada em 57 milhões de xelins ugandenses (mais ou menos $25 mil dólares) por atropelar uma criança de três anos de idade.[12] Em 2012 Halima foi presa por jogar lixo na cidade de Kampala com cartazes (posters) do concerto Ndimuzadde dela no Club Obligatto.[13]

Nomeações e reconhecimentos

Referências

  1. 1,0 1,1 Maganja, Johnson Grace (17 de julho de 2011). «Namakula,woman with many hands». The Observer 
  2. 2,0 2,1 Nantongo, Annet (12 de setembro de 2010). «Who is the most beautiful married woman?». New Vision 
  3. «Woman Rising from the ashes of his early death». Daily Monitor. 22 de junho de 2013 
  4. «Halima Namakula». MusicUganda. 26 de janeiro de 2011 
  5. «Fasting does not call for looking pale». New Vision. 14 de setembro de 2009 
  6. «Namakula takes sex workers off the streets, fights HIV stigma». New Vision. 28 de fevereiro de 2010 
  7. «Uganda gets seven Kora nods». New Vision. 17 de outubro de 2005 
  8. «Halima Namakula - Free MP3 Download». Mp3round.org. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  9. «Never say die Halima Namakula». The Observer. 17 de abril de 2008 
  10. «Desire Luzinda, Halima Namakula out new tracks». Uganda On Line. 1 de abril de 2012 
  11. «Beat FM Shut Down». New Vision. 19 de dezembro de 2003 
  12. «Halima Namakula sued for sh57m». New Vision. 14 de dezembro de 2007 
  13. «Halima Namakula arrested for littering the city». Uganda On Line. 3 de junho de 2013 
  14. «Kora Awards Eludes Uganda's Nominees». The Daily Monitor. 14 de dezembro de 2004 
  15. «Kora Awards 2005 in Durban». FrancoMix. 30 de novembro de 2005 
  16. «Diva Awards come to Rwanda - The New Times Rwanda». New Times. Newtimes.co.rw. 17 de maio de 2013 


Ícone de esboço Este sobre uma cantora é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a WikiBr expandindo-o.