WikiBr:Páginas para eliminar/Categoria:Metropolização

From WikiBr
Jump to navigation Jump to search

Categoria:Metropolização

Mais uma vez cria-se uma categoria completamente sem nexo e fundamento para legitimar afãs de grandeza de certas cidades brasileiras, candidatas a serem futuramente grandes metrópoles. Os casos problemáticos sempre giram em torno de três cidades: Uberlândia, Uberaba e São Carlos. Os lobistas de seus rincões natais estão sempre dispostos a fazer o malabarismo que for necessário para ficar em evidência.

Apagar
  1. Dantadd 02h34min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  2. Bisbis 03h48min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  3. Mateus Hidalgo quê? 10h44min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  4. --Tonyjeff ¿Uíqui-o-quê? 13h40min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  5. Al Lemos 14h54min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  6. --Nice msg 15h45min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  7. Conhecer ¿Digaê 16h13min de 1 de Agosto de 2007 (UTC) (isso foge à fiabilidade e veracidade - vide comentário abaixo)
  8. Vinicius Siqueira ¿msg? 16h22min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  9. --Gunnex msg contrib 17h35min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  10. Leider Só 18h11min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  11. --OS2Warp msg 18h17min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  12. Fabiano msg 20h44min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  13. Digi-Alchemist Lotcha! Jobuf 21h07min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  14. Carlos Luis Cruz 21h26min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  15. JSSX uai 21h53min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
    Frazoni 22h40min de 1 de Agosto de 2007 (UTC) menos de 100 edições no domínio principal Conhecer ¿Digaê 15h52min de 4 de Agosto de 2007 (UTC) (ver Wikipédia:Direito a voto)
  16. Mschlindwein msg 22h50min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  17. Pelagio 00h24min de 2 de Agosto de 2007 (UTC)
  18. Rossicev msg 13h14min de 2 de Agosto de 2007 (UTC)
  19. --HTPF 23h54min de 3 de Agosto de 2007 (UTC)
Manter
  1. Thiago Temer Santos¹³ 03h51min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  2. --Sr. Mario 04h11min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  3. Gian 04h04min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  4. Otto21 04h08min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
    Leider Só 17h15min de 1 de Agosto de 2007 (UTC) (não foge a fiabilidade, vide comentário abaixo)
  5. EgídioCamposDiz! 19h39min de 1 de Agosto de 2007 (UTC).
  6. --Rui Silva 06h52min de 3 de Agosto de 2007 (UTC) Se a Metropolização vai ficar, não vejo razão para eliminar a categoria - que não está vazia (aparentemente é um fenomeno brasileiro, mas... existe!)
  7. --Edna 05h42min de 5 de Agosto de 2007 (UTC) Também acho que é um fenômeno brasileiro.
Comentários
  • Concordo plenamente com o comentário. Bisbis 03h48min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  • Acho que não tem nada haver, existe sim o processo de metropoliazação, pesquise na internet e saberá Dantadd. Isso enriquece os artigos de deixam - os mais completos. Não podemos negar que as cidades que se encontram nessa categoria estão em fase de metropolização, então porque não deixar a categoria explicando o processo. Isso é mais uma vez bairrismo de certas pessoas que não aceitam nada das cidades que em pouco tempo viram a se tornar metrópoles, que são cidades acima de 1 milhão de habitantes. Lembre-se que as cidades médias são as que mais crescem Dantadd! AgradecimentosThiago Temer Santos¹³ 03h51min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

Primeiro que o nome da categoria está errado, deveria ser "Metrópoles" pelo seu conteúdo. Depois que a classificação de uma cidade como "metrópole" é um tanto quanto discutível e não se resume somente a ultrapassar um limite populacional. Não nego a metropolização, mas mais sensato e correto é tratar disso no(s) artigo(s), citando fontes caso a caso. Mateus Hidalgo quê? 10h44min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

O uso de sockpuppets dá seus frutos. Agora estão quatro nomes de usuário da mesma pessoa votando a favor da permanência do artigo. Cultivar nomes de usuário para futuras votações de eliminação por fim vencerá a honestidade e dignidade. Parabéns "turma" de Uberlândia. Dantadd 12h54min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
Tudo a ver essa nomeação. Ou então, vamos criar infinitas categorias sobre coisas que estão em vias de. É evidente que essas cidades estão crescendo. Quando chegarem ao patamar de metrópoles, que sejam assim categorizadas, e não antes. --Tonyjeff ¿Uíqui-o-quê? 13h40min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

O fenômeno existe. Mas daí a virar categoria, acho exagero. - Al Lemos 14h54min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

Sim, o fenômeno existe mas não existem limites técnicos que estabeleçam critérios para classificação de cidades. Ademais, esta não é uma enciclopédia brasileira, como muito querem fazer crer, usando parâmetros exclusivos da realidade nacional. Dantadd 15h17min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
Acusações Dantadd, conheço as pessoas que votaram e mandei mensagens para cada uma delas para votar contra.Thiago Temer Santos¹³ 15h59min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

Vc se lembra né Dantadd da 1ª acusação contra mim? Pois é, vc quebrou a cara!Thiago Temer Santos¹³ 16h10min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

  • Me parece que temos aqui mais um caso de achismo. As regiões metropolitanas são instituídas por leis estaduais. Sem elas, são falsas todas as afirmações de metropolização eventualmente criadas sem base em tal. O IBGE, que amplia esta lista, nelas incluindo as chamadas RIDEs (Regiões Integradas de Desenvolvimento) não fala nada sobre estas cidades (Ref: Relação mais recente do IBGE, 2006). Portanto, no primeiro critério: a fiabilidade, essa categoria acaba por revelar-se sujeita ao falseamento de dados oficiais. Pelo visto o erro de nomenclatura da categoria vai além. Temos, sim, Regiões Metropolitanas, assim consideradas para fins estatísticos e administrativos. Criá-las com pseudo-critérios enciclopédicos é induzir o consulente ao erro, o que me parece grave. Conhecer ¿Digaê 16h13min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

Isto preocupa-me: conheço as pessoas que votaram e mandei mensagens para cada uma delas para votar contra. Não é de todo uma postura que recomende. Julgo que os mecanismos decisórios da wiki devem fluir normalmente, se é que me faço entender. Lijealso ? 16h30min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

Se permite-me uma correção André, sem as leis não são falsas as afirmações de metropolização. As leis só confirmam para fins legais sua existência, através da região metropolitana, mas uma metrópole nasce e cresce independente de qualquer lei que a faça existir. Justamente por isso essa categoria é problemática: não há uma definição precisa sobre o que é metrópole. E sem isso não há como termos a categoria. Ademais, já temos as categorias para as metrópoles oficializadas legalmente (as ditas regiões metropolitanas). E Lije, concordo com você. Não vejo problemas em convidar os outros a opinar em uma votação; agora, querer "combinar" voto, não tem como admitir (depois reclamam das panelinhas...). Mateus Hidalgo quê? 17h06min de 1 de Agosto de 2007 (UTC) Mateus Hidalgo quê? 17h06min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
Sou geógrafo. De fato, Maceió, Natal, Florianópolis, João Pessoa, Londrina, Vitória e Teresina, inclusive legalmente já são reconhecidas como área em metropolização; basta conferir no sítio do IBGE, neste sentido, não é o caso de estar em metropolização mas de serem metropolizadas. Sobre Cuiabá, Juiz de Fora, Sorocaba, São José dos Campos embora não o sejam de jure, são-no de fato. Vejam que na Galiza e em Portugal corrutelas como Vigo são consideradas metrópoles, e coisas piores como uma "Área metropolitana do Minho". Agora, Uberaba e Uberlândia, só serão metrópoles após uso de muito ácido lisérgico, já que não cumprem o quesito mínimo, que é justamente estar conurbado. Moro perto das duas e conheço Campo Grande e posso afirmar que são cidades (isto é menos válido para Uberaba) situadas em pleno cerrado, distantes no mínimo 20 quilômetros de qualquer outro núcleo urbano. Assim, em se retirando no mínimo Uberlândia e Campo Grande, é uma categoria válida. Essa discussão acalorou-se e perdeu o caráter técnico. Ah, e o Usuário Discussão:Mateus Hidalgo está certo. A ciência não precisa do respaldo da lei para estar correta. Houve gente que já até achou que a Igreja precisava referendar um fato para ele ser verdadeiro, a título de ilustração... Leider Só 18h11min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

Sinto que tenha votado a favor de uma categoria sem qualquer fundamento. O processo de metropolização existe, é óbvio, mas classificar artigos sobre municípios com "Metropolização" é um total absurdo. Num artigo, se bem feito, pode-se citar as cidades que estão sofrendo processo de metropolização, se houver fontes. Mas daí a categorizar artigos sobre município com "[[Categoria:Metropolização]]" é outra história completamente diferente. Fico realmente triste, pois editores de qualidade, como você, têm de nos ajudar a equilibrar a balança dos editores irresponsáveis. Peço encarecidamente que repense. Um artigo bem escrito sobre o processo é valido, classificar artigos de municípios com "[[Categoria:Metropolização]]" carece completamente de sentido. Dantadd 17h24min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)

Isso mesmo Dantadd, prefiro um artigo referenciado a uma categoria onde sempre pode haver discussão sobre essa ou aquela cidade. Leider, discordando de você, não acredito que seja necessária uma conurbação para haver uma metrópole. O imprecindível IMO é o movimento pendular, o intercâmbio de mercadorias e serviços e a influência destacada minimamente que uma cidade tem sobre outras.
Sim, a ciência não precisa de respando legal pra estar correta (o contrário sim), mas o problema aqui é justamente a falta de um único critério válido e amplamente aceito que considere tal cidade metrópole e tal não. Você discorda de Uberlândia como metrópole, mas há quem concorde. Está vendo o problema? Essa categoria não é verificável. Para isso, já temos a categoria:Regiões metropolitanas do Brasil e de outros lugares, que é verificável, pois tem base legal, e atende mais ou menos o mesmo assunto. Como disse acima, não vejo problema em se dizer em um artigo que, de acordo com Fulano, Uberlândia ainda não possa ser considerada uma metrópole (ou vice-versa), o que até acho mais didático e interessante, além de tudo, do que essa categoria. Mateus Hidalgo quê? 17h55min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
Reverti meu voto na categoria, mas mantenho o do artigo. E só reafirmando: Uberlândia está longe de ser metrópole, pois lhe faltam tanto o milhão de habitantes quanto a conurbação, embora a questão não seja esta. De toda forma, mas concordo quanto aos problemas da categorização: melhor, pois, eliminá-la e manter o artigo, com eventuais correções.Leider Só 18h11min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
  • A questão sobre o que falei sobre a lei não foi bem compreendida, senão pelo que disse o Mateus Hidalgo: a lei empresta fiabilidade, mas o próprio comentário que fiz coloca que não apenas a lei - o IBGE - órgão oficial para o tema - também tem lá suas considerações, ampliando o conceito. Se não há fiabilidade, não há porque se manter. Inda mais quando se trata duma simples categoria... sem stress. Conhecer ¿Digaê 18h32min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
Respeitos, André. Sua competência e seu zelo são sempre bem-vindos. Porém, pragmaticamente estão certos os colegas Leider Só e Mateus Hidalgo. Que se pode fazer para — dura lex, sede lex — anuir legal, pois oficialmente, a categoria? Quer parecer-me, tão simplesmente por incluir Relação mais recente do IBGE, 2006 no corpo do artigo, destacando, inclusive, o seu caráter oficial, a sua importância oficial. Sem, contudo, abusos (...) de "tão-somente anuência legal". Sob o aspecto multifacetado dos assuntos como este em exame, a coisa jamais fica contida em freios legais. EgídioCamposDiz! 19h39min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)
Egídio, você não entendeu a questão. O problema não é o tema, mas a categorização, que é completamente inadequada. Dantadd 19h41min de 1 de Agosto de 2007 (UTC)